Encontro aborda reconhecimento do cargo de auxiliar de desenvolvimento infantil


17/12/2019 09:14 | Audiência Pública | July Stanzioni - Foto: Sergio Galdino

Compartilhar:

Carlos Gianazzi e  Claudia Pompeo<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-12-2019/fg245957.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>  Carlos Giannazi<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-12-2019/fg245958.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Simone, Carlos Giannazi, Claudia Pompeo, Doutor Alexandre, Sergio Luis, Antonia Fonseca<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-12-2019/fg245960.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Público presente <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-12-2019/fg245959.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Uma audiência pública na última segunda-feira (18/12) debateu o reconhecimento do cargo de auxiliar de desenvolvimento infantil e reuniu profissionais do interior do Estado que atuam na área (atendimento a crianças entre 0 e 6 anos). O encontro girou em torno da equiparação salarial do cargo de auxiliar de desenvolvimento infantil com o de professor de educação infantil. "Nosso trabalho é o mesmo das professoras da educação infantil, mas ao longo de muitos anos foi confundido com assistencial. Hoje fica bem nítido se tratar de um trabalho pedagógico e é muito importante para nós este reconhecimento e a valorização dessas pessoas", declarou Cláudia Pompeu, presidente do Sindicato de Professores de Paulínia, no interior do Estado.

Simone Lima, que é professora em Vinhedo e participa do movimento de valorização e inclusão da classe no quadro do magistério, afirmou que há anos existe essa movimentação da categoria. "Pena que a secretaria da educação sempre nega o nosso pedido, terceirizando essa negativa", lamentou a docente.

A audiência pública foi coordenada pelo deputado Carlos Giannazi (PSOL), que explicou a necessidade de mudança da visão da educação básica no país. "Defendo o enquadramento imediato de todas as educadoras que são auxiliares no plano de carreira do magistério, pois na prática elas são professoras e há uma ampla legislação para esse enquadramento. Elas não são auxiliares, são professoras da educação infantil. Aqui no município já foi feito isso quando eu era vereador, mas há algumas prefeituras do interior do Estado que ainda não fizeram isso".