Moção de Repúdio contra filme que retrata Jesus gay e Deus mentiroso


13/12/2019 07:44 | Atividade Parlamentar | Da assessoria do deputado Rodrigo Moraes

Compartilhar:

Rodrigo Moraes<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-12-2019/fg245857.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

O deputado Rodrigo Moraes (DEM) apresentou na quarta-feira (11/12) uma Moção de Repúdio contra o especial de Natal "A Primeira Tentação de Cristo", da produtora Porta dos Fundos que foi veiculado na plataforma de streaming Netflix.

No documento, o parlamentar pede que a Alesp manifeste repudio à provedora de filmes e séries via streaming Netflix e ao canal no YouTube Porta dos Fundos.

No filme ambientado na casa de José e Maria, Jesus é retratado como homossexual, os três reis magos como interesseiros e Deus como um mentiroso que teria participado de um triângulo amoroso com José e Maria.

O especial foi alvo de um abaixo assinado que pede o seu impedimento por ofender gravemente os cristãos e que já conta com mais de um milhão de assinaturas.

A Associação Nacional dos Juristas Islâmicos (Anaji) divulgou nota repudiando o filme e afirmou que irá processar o canal. "Não se permite que uma pessoa intolerante possa agredir qualquer outra, motivada apenas pela sua ignorância e falta de compreensão básica de respeitar a religião alheia, ultrapassando assim os limites da lei", diz a nota.

Autor da moção, o deputado externou sua perplexidade com o mau gosto e desrespeito do filme. "Tal vídeo, serve apenas para oferecer escárnio a Jesus Cristo e à fé Cristã, através de uma narrativa insana e completamente distorcida de Jesus Cristo, ofendendo a todos os Cristãos.", disse o parlamentar.