CPI que investiga violência contra a mulher é prorrogada até 24 de abril

Foram convidadas para serem ouvidas pela CPI, a juíza Maria Domitila Manssur, titular da 16ª Vara Criminal Central e membro da Coordenadoria Estadual da Mulher em situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário (Comesp); e a representante da ONG Elas por Elas
19/02/2014 12:21

Compartilhar:

 


A comissão parlamentar de inquérito que investiga a violência praticada contra as mulheres, sob a presidência de Fernando Capez (PSDB), aprovou nesta terça-feira, 18/2, o requerimento de autoria de Rita Passos (PSD) que prorroga o funcionamento da CPI por mais 60 dias. Com isso, o prazo final para aprovação do relatório passa a ser 24/4/2014.

O deputado Fernando Capez falou sobre a prorrogação dos trabalhos da comissão e também dos próximos passos como a oitiva de representantes de Organizações Não Governamentais, da Justiça e da OAB, com o intuito de saber o que está faltando, quantas delegacias seriam necessárias para que se possa fazer um diagnóstico mais preciso.



Participaram da reunião, Ed Thomas(PSB), Heroilma Tavares(PTB) e Ulysses Tassinari (PV)

Voltar