Estado de São Paulo Transparência ALESP

Abelardo Camarinha

Abelardo Camarinha foi líder estudantil, membro do Sindicato dos Bancários, professor, cartorário e advogado. 

Camarinha, como é conhecido, foi vereador em Marília de 1976 a 1982, eleito pelo então Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Em 1979, lutou na Campanha da Anistia, tendo se engajado em 1984 na luta pelas Diretas Já. 

Em 1982, foi eleito prefeito de Marília, com apenas 30 anos de idade, pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). 

Em 1990, elegeu-se deputado estadual pelo PMDB, tendo sido reeleito em 1994 pelo mesmo partido. 

Em 1996, concorreu novamente a prefeito de Marília, tendo sido eleito com cerca de 70% dos votos válidos. No ano 2000, reelegeu-se prefeito com cerca de 74% dos votos válidos. 

Em 2002, inicia seu filho Vinicius Camarinha no cenário político, e o ajuda na sua campanha a deputado estadual. Na época com apenas 21 anos de idade, Vinícius foi o deputado estadual mais novo a ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa. 

Em 2004, Abelardo Camarinha apoia e reelege seu sucessor a prefeito de Marília. Em 2006, é eleito deputado federal, com cerca de 80 mil votos, já pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), sendo reeleito em 2010. 

Em 2012, ajuda a eleger seu filho Vinicius Camarinha prefeito de Marília, que obtém cerca de 63% dos votos válidos. 

Abelardo Camarinha se destacou como o deputado que mais liberou recursos para o oeste do Estado. Em suas três gestões como prefeito de Marília, foi considerado pelo Ibope e pelo Instituto Gallup um dos melhores prefeitos do Estado. Recebeu os prêmios de Prefeito Empreendedor e Prefeito Amigo da Criança (concedido pela Unicef); o Prêmio Cidade Modelo (Instituto Airton Senna); e o Prêmio Modelo em Ensino Básico (Fundação Banco do Brasil). 

Em 2014, elegeu-se deputado estadual com 79.325 votos.